O ronco atinge cada vez mais pessoas

Tanto para quem sofre com ele como para quem convive com alguém que ronca, este problema é um grande incômodo, podendo trazer para ambos noites mal dormidas e demais problemas de saúde associados.
O ronco costuma atingir, principalmente pessoas com excesso de peso, com algum tipo de obstrução nasal, que ingerem bebidas alcóolicas, remédios calmantes e que dormem de barriga para cima. Somados a estes fatores, podemos ainda acrescentar o avanço da idade e o sexo, considerando que homens tendem a roncar mais do que as mulheres, 40% dos homens roncam, contra 30% das pessoas do sexo feminino. Entretanto, jovens e crianças não estão imunes ao ronco, eles também podem sofrer com este problema de saúde.

tratamento do ronco em Alphaville - BarueriNa adolescência o ronco tem se tornado cada vez mais comum, podendo interferir na qualidade de vida dos jovens. Em crianças, um estudo publicado na revista Pediatrics, realizado com mais de 11 mil participantes ao longo de 6 anos, mostrou que transtornos de respiração durante o sono podem desencadear problemas de comportamento. De acordo com os dados do estudo, a autora do mesmo, Karen Bonuck, afirma que transtornos como o ronco e a apneia podem trazer consequências de conduta e emocionais em crianças, como falta de atenção, hiperatividade e depressão.
O ronco acontece quando o ar não consegue passar livremente pelo nariz e pela garganta enquanto a pessoa dorme, devido a uma diminuição do espaço para a passagem deste ar nas vias respiratórias superiores. Esta respiração dificultada gera uma vibração dos tecidos desta região, causando os ruídos.
O tratamento do ronco é necessário, para que desta forma seja evitado o seu agravamento e evolução para outros distúrbios do sono, como por exemplo, a apneia obstrutiva do sono.

Como prevenir e diminuir o ronco

tratamento do ronco em Alphaville - BarueriEliminar os fatores de risco que propiciam o ronco é uma boa maneira de se iniciar seu tratamento, de forma que ele possa, inicialmente, ser, ao menos, diminuído.
Adequar o peso corporal auxilia nesta luta contra o ronco, pois a obesidade é um de seus principais fatores de risco. O excesso de peso favorece o acúmulo de gordura na região da faringe, fazendo com que o espaço por onde o ar passa seja estreitado, levando a uma obstrução parcial das vias aéreas e dificultando a respiração.
Para os fumantes, deixar de fumar também é de extrema importância, pois o cigarro gera um inchaço da mucosa das vias respiratórias, estreitando a região de passagem de ar localizada na parte de trás do nariz.
Diminuir o consumo de bebida alcóolica também colabora para diminuição do ronco, pois o álcool relaxa a musculatura da faringe, facilitando o deslocamento da língua, de modo a atrapalhar a respiração.
Mudar a posição na qual dormirmos também pode evitar o ronco. Embora cada pessoa se sinta mais confortável dormindo de uma determinada maneira, algumas posições tendem a prejudicar o sono, facilitando o ronco.
Dormir de lado, com as pernas dobradas, de preferência com um travesseiro entre elas é a posição mais indicada para evitar o ronco, pois desta forma, a coluna e os joelhos ficam alinhados com o tronco, mantendo assim, as vias aéreas livres para a passagem de ar.tratamento do ronco em Alphaville - Barueri
A saúde do sistema respiratório também precisa ser avaliada e cuidada, pois ela tem relação direta com o ronco. Alergias respiratórias também precisa de tratamento nesta luta contra o ronco, pois elas desencadeiam uma irritação da mucosa do nariz, fazendo com que ela inche, obstruindo desta forma, a passagem de ar, levando ao ronco.

 

Tratamento do ronco e apneia do sono

Mesmo seguindo todas as orientações para evitar o ronco, em muitos casos, apenas medidas preventivas não são suficientes, sendo necessário lançar mão de um tratamento mais completo.
Existem diferentes formas de tratar o ronco, e a orientação sobre a mais adequada para cada paciente deve vir de um médico. Há os aparelhos intraorais, que utilizados durante a noite tem o objetivo de aumentar o espaço da passagem de ar nas vias respiratórias, melhorando assim, quadros primários de ronco e apneia do sono.
Uma opção simples e que também pode ajudar é o uso de dilatadores nasais, pequenos adesivos colados no dorso do nariz e que aumentam o espaço de passagem de ar das narinas.
tratamento apneia do ronco em Alphaville - BarueriEm alguns casos, pode ser feito o uso do CPAP, um aparelho que libera uma pressão constante de ar nas vias respiratórias, mantendo-as abertas e evitando os desconfortos causados pela apneia do sono. Trata-se de uma máscara acoplada a um inalador, devendo ser utilizada durante o sono.
Cada opção de tratamento tem suas características próprias e deve ser determinada de acordo com as necessidades de cada paciente. Cada uma delas tem sua eficácia e efeitos positivos já comprovados contra o ronco, entretanto, em comum, todas tem o fato de ser necessário o uso de dispositivos durante a noite, o que, para muitas pessoas pode se tornar um incômodo, dificultando o tratamento.

 

Uso do laser Erbio: YAG no tratamento do ronco

tratamento apneia do ronco em Alphaville - BarueriCom a vantagem de não demandar o uso de dispositivos, aparelhos e nem mesmo de medicamentos, o laser Erbio: YAG no tratamento do ronco e da apneia do sono tem ganhado cada vez mais adeptos. Rápida, confortável, indolor e segura, a aplicação deste laser na parte de trás da cavidade oral da boca tem mostrado ótimos resultados, que podem ser vistos logo após a primeira sessão do tratamento.

Em consultório, em cerca de 25 a 30 minutos, um médico aplica o laser Er: YAG no palato mole, úvula e adenoides (mais conhecidas como amigdalas), de modo a proporcionar um aquecimento do tecido nesta região. O aquecimento estimula a condensação do colágeno, que se antes encontra-se flácido, passa a ficar mais firme. Rejuvenescendo as fibras de sustentação da mucosa da boca, este laser trata a flacidez, de modo que os músculos da parte de trás da cavidade oral e da garganta não mais obstruirão a passagem de ar pelas vias respiratórias.
Costumam ser necessárias apenas 3 sessões realizadas com um intervalo de 21 dias entre uma e outra. Os resultados se mostram logo na primeira e melhoram após a realização das demais, podendo ser sentidos até um ano depois da última. Muito mais do que tratar o ronco, este método traz também noites de sono melhores e qualidade de vida para os pacientes.